quinta-feira, abril 09, 2009

CADA OLHAR

Só por brincadeira, imagine se você pudesse enxergar para dentro e ao invés dos seus orgãos internos, você enxergasse um outro mundo tão real quanto este.

E se você soubesse, não porque alguém te contou, mas porque você sempre soube (aparentemente nesse mundo de dentro, lembramos de coisas que esquecemos no mundo de fora) que quando olhamos para o externo, somos meio Mister Magoo, aquele velhinho dos cartoons que se orienta até bem, mas não enxerga o que vê na frente, o que olhou de lado; o que deixou pra trás.

- Que mundo é esse? - você pergunta um tanto assustado, mas com coragem e um tanto de curiosidade, continua a sua jornada para dentro e percebe que a diferença entre o mundo em que você vive e esse que se descortina é apenas uma questão de mudança de olhar, pois por mais incrível que pareça, por mais que o mundo que você veja possa parecer surreal comparado com o mundo "normal", ele é, ao mesmo tempo, perfeitamente familiar para você, pois tem gosto de "já sabia que era assim" e porque você finalmente compreende que aquela saudade estranha que você sentiu a vida inteira de um certo lugar, lá dentro tem um nome: lar!

Nesse mundo de dentro, Deus não é um conceito, uma idéia ou um "tem que" acreditar; lá ele é tão real que a palavra "duvidar" cria certeza e "negar" positiva.

Nesse lugar, sentimos que há realmente uma ligação pulsante e viva entre nós com todas as pessoas amadas que passaram em nossas vidas e até com aqueles a quem a nossa luz faltou.

Contudo, mesmo percebendo quem você é por fora e por dentro ( e nem sempre só encontramos flores) não há castigo ou pecado, pois descobrimos que toda experiência é sagrada; até aquelas que parecem nos levar para as sombras; daí a importância de sabermos sintonizar, pois a cada olhar mudamos o mundo que queremos descobrir e experimentar.

Seja qual for o mundo que você veja com o olhar, não há escapatória, uma hora ou outra, a luz vem te pegar. E você sabe disso aqui nesse mundo de dentro, pois fica mais fácil enxergar que a cegueira do mundo não passa também de apenas uma forma de olhar.

A ironia é que lá de dentro aqui fora parece mentira e aqui de fora, lá dentro é que parece absurdo.

- Absurdo é essa sua brincadeira, escritor! - você diz com toda a sua razão, porém, eu avisei, tudo o que você está lendo é apenas uma brincadeira, uma escrita de faz de conta, afinal não existe nada parecido com esse tal mundo de dentro e a realidade não passa daquilo que percebemos aqui fora?

Onde já se viu? - você diz - A realidade não muda quando mudamos o olhar... - você conclui.

Eu pergunto: Será?

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply