sexta-feira, fevereiro 06, 2009

PARALELO

Quanto mais presente fico, mas sinto que estou sendo vários. Explico, percebo que estou existindo nas mais diversas camadas do meu eu fragmentado.

A minha consciência como se fosse uma onda, segue para o futuro existindo, nas inúmeras ações que manifesto no pensamento; ela também se estica para o passado, revivendo os dramas que chorei e as conquistas que serviram como alicerce para o meu eu formado. Quando a chamo de volta e me faço presente, percebo que EU SOU onisciente de todas as faces do meu ser que foi e que será. Sendo presente, sou todos esses eus paralelos ao mesmo tempo e compreendo que realmente não existe futuro ao passado, pois todas as coisas acontecem no mesmo instante, mas quando no momento seguinte, a minha consciência escapa para as coisas que farei em seguida ou se arrepende das coisas que fiz no passado, perco o foco nesse eu presente e volto a ficar dando voltas nesse ciclo interminável de existir mais no pensamento do que manifestar a ação.

Quero domar esse cavalo selvagem chamado Consciência, mas não sei se tenhos forças para isso. Estou muito mal acostumado a ficar vagando, não consigo transportá-la por muito tempo para esse instante. Contudo, perceber que isso ocorre já é um passo, e embora muita gente ache que isso tudo seja loucura, vou seguir com a minha luta, um dia eu laço esse boi fujão e quem sabe assim eu passe menos tempo no que ainda não foi e no que já não é.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply