quinta-feira, fevereiro 05, 2009

MATA VIVA

Essa noite quando eu voava pela janela, notei que além dos prédios, havia uma mata que me chamava, uma mata com um verde-esmeralda que se fazia ver e sentir. Nem me vi voar para lá, quando percebi já estava na mata que parecia pulsar vida, o mato vibrava, as árvores se mexiam e as folhas falavam: "estamos vivas, estamos vivas"

Sempre soube que havia vida na mata, que pulsava vida nas plantas, nas flores; mas sempre achei que se houvesse algum tipo de consciência, era um ser rudimentar, mais primitivo que o ser dos animais irracionais, mais primitivo que o qualquer idéia que eu podesse pensar.

Estava errado! Há vida em todass coisas. Há consciência em todas as formas de vida que pulsam nesse planeta. Não são rudimentares, as consciências que vibram as flores, as árvores e a natureza em geral. Irracional somos todos nós que acreditamos que nossa inteligência é a única forma de manifestação da expressão do Divino que há nesse plano. Reduzida é a nossa capacidade de perceber essas outras tantas formas de expressões que os antigos conheciam e que nós, esquecemos no correr do tempo, de sentir e escutar.

" Estamos vivas, estamos vivas" - as folhas me falavam e foram essas as palavras que acordei balbuciando, pensando que tinha ouvido de espirítos, até me lembrar do verde da Mata Viva.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply