sábado, outubro 11, 2008

THOR

Eu nasci com vontade de plasmar universos, conquistar tesouros, construir castelos sob o poder da minha espada letras. Nasci meio torto. Não era Drummond, mas um anjo nervoso veio dizer a minha mãe:” esse neguinho poeta, nasceu para martelar versos”.

Sou um martelador de versos, pois não sigo as regras da poesia; só escrevo o que me dá vontade; só poeto o que me dá alegria. Se eu tivesse que seguir as normas, não faria poemas nuvens, estaria fazendo portas; e talvez essa inspiração torta, morreria na praia do texto interrompido e nunca compartilhado, por não ter um formal estilo. Não quero isso!

Gosto de dar cor aos olhos do leitor amigo; quero ele saboreando cada palavras, desde o principio até o fim; por isso, desculpem-me os críticos, sou escritor apenas de mim.

Um comentário:

Yasmim disse...

Olá, Frank! Não conhecia seu trabalho, até que por acaso encontrei-o pelo google. Muito interessante o delinear de crônicas! Sucesso! Continuarei acompanhando.

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply