sexta-feira, outubro 10, 2008

ENTRE-MUNDOS

Que coisa triste é não fazer parte da festa; olhar a celebração pela janela, não ser convidado para entrar.

Aqui fora faz tanto frio, há ausência de abraço amigo, falta permanência, tudo tem cara de perigo.

Bato na porta em busca de abrigo.

Grito: mãe, joga a chave!

Mas nada do que eu faça, importa. Meu perfume tem cheiro de inimigo; insisto, mas minha sombra é meu próprio entrave.

Valei-me papai do céu! Mãezinha, por favor, salva o seu filho. Tenho fome de mel, tenho sede de vinho. Quero bailar com os meus amigos, quero provar novamente da vida sem frio.

Estou tão cansado de ficar sozinho, nessa jornada de estar desencarnado do corpo e perdido do espírito.


Imagem: http://www.salves.com.br

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply