domingo, outubro 26, 2008

CRÔNICAS DOMINICAIS

Olá amigos,

É domingo. Está quente lá fora, e começo a pensar em cerveja e feijoada, mas fico mesmo com o miojo ( minha mulher foi votar beeemmm longe e não sei cozinhar), não faz mal, estou mesmo em dieta alcoólica e não como carne de porco há um tempão. Por favor, não atirem pedras e flames, estou apenas comentando o que faço, nada tenho contra quem “tomas loiras” e come regularmente “ os três porquinhos”. Cada um com seus torresmos!

É que estou aqui com esses pensamentos na cabeça, e como sou um demente metido a escritor, compartilho regularmente, alguns pensamentos e palavras, e eis a minha contribuição dominical para vocês:


PIADA PRONTA

Já podemos fazer piada do caso de Santo André? Não! Como assim não? Quando é que vence o prazo de comoção? É que um amigo, que trabalha como ambulante, comprou um carro novo.

- Subiu na vida, Zé! – falei quando ele estacionou o carro em frente ao bar do Janduí. – Assaltou um banco?

- Deixe de piada, seu Frank. Comprei esse bichinho com muito trabalho – explicou Zé e continuou - Vendi tanto hot dog e caipirinha no enterro dessa menina, que tá ai nos jornais, que até tive que contratar um ajudante. Nunca vi tanta gente, nem no enterro do Senna e da mulher do ex-presidente.

*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨

Piada Pronta II

O que mais gosto nesse nosso país é a nossa capacidade de rir do sério, de fazer piada com tudo. Piadistas e sábios são ( ou foram) os nossos músicos Renato Russo e João Bosco, que em suas respectivas canções Faroeste Caboclo e De Frente pro Crime, descrevem bem o circo que se forma, ao redor das cenas horripilantes, que vez ou outra, acontecem em nossas ruas, no nosso dia-a-dia:

“E o Santo Cristo não sabia o que fazer
Quando viu o repórter da televisão
Que deu notícia do duelo na TV
Dizendo a hora e o local e a razão

No sábado então, às duas horas,
Todo o povo sem demora foi lá só para assistir
Um homem que atirava pelas costas
E acertou o Santo Cristo, começou a sorrir”

Renato Russo, Faroeste Caboclo (Álbum “Que País é Este?” 1987)


“Tá lá o corpo
Estendido no chão
Em vez de rosto uma foto
De um gol
Em vez de reza
Uma praga de alguém
E um silêncio
Servindo de amém...

O bar mais perto
Depressa lotou
Malandro junto
Com trabalhador
Um homem subiu
Na mesa do bar
E fez discurso
Prá vereador...

Veio o camelô
Vender!
Anel, cordão
Perfume barato
Baiana
Prá fazer
Pastel
E um bom churrasco
De gato
Quatro horas da manhã
Baixou o santo
Na porta bandeira
E a moçada resolveu
Parar, e então...”

João Bosco e Daniela Mercury, De Frente pro Crime. Álbum de mesmo nome, 2007.


*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨
VOTE!!!

Em dia de eleição e como tem muita gente que deixa para votar depois do almoço, e está em dúvida se vota em branco ou não, segue esse pequeno pensamento:

“ Se você não tem candidato, se você não tem partido; ainda há tempo, não jogue seu voto no lixo, faça uma escolha: vote!

Não fique em branco, não permaneça nulo; não finja que vive na Líbia ou em Cuba, estamos no Brasil, somos livres para escolher, somos livres até para votar branco ou nulo; mas não deixe nas mãos alheias à decisão de escolher quem administrará a nossa cidade, faça a sua parte: vote!

Lindo é viver na democracia e mesmo que os candidatos não sejam exatamente quem você queria, eles representam o rosto da multidão, tenha discernimento, dê atenção à eleição, no próximo domingo: vote!”

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply