sábado, agosto 16, 2008

MITAKUYE OYASIN

Tum!, Tum! Tum! Vitor bate o tambor com carinho, com amor.

Tum! Tum! Tum! Vitor conduz a meditação da cura interior.

Vitor propaga o som, compartilha o ritmo, a música xamãnica que ele tem escutado e estudado. A melodia possui tanta beleza que não cabe dentro dele, flui para a platéia, flui para os que estão com o coração aberto e ouvidos atentos. Ele sorri, está feliz em compartilhar o "Grande Som Primeiro".

Tchá! Tchá! Tchá! Vibra o som do maracá. Vitor limpa, dissolve as barreiras na aura e no olhar. O trabalho de cura é inevitável, a música por si só, já limpa, o maracá limpa mais ainda.

Tchá! Tchá!Tchá! Vitor-índio, xamã-amigo tocando o maracá e lembrando a todos, o som do despertar.

Não é palestra, é ritual de cura. Com coragem e ternura, Vitor mostra que o xamanismo é vida real, às vezes é combate, às vezes é doçura, xamanismo é conexão, integração com o todo. É a prática do bom humor, é ritual de palmas e alegrias; é a sabedoria do velho e o entusiasmo do novo. O xamanismo é a volta ao básico que deixamos para trás em algum lugar da vida. Xamanismo é prática tanto na floresta, quanto na cidade. Xamanismo é a verdade da natureza, é festa, é energia.

Tum! Tum! Tum! Bate tambor! Tchá! Tchá! Tchá! Toca maracá!

A festa se completa com o som da flauta, com o pau d’água, com o cachimbo sagrado, com a pena falada. O Animal do poder se manifesta: o búfalo, o urso, o lobo e a águia. Tudo é festa: dança o ancião, baila o menino, celebram tanto homem quanto a mulher. No xamanismo, é inevitável a descoberta de quem você é.

Xamanismo é fazer a sua trilha, é o que você quiser cantar, escrever ou desenhar. É o livro da sua vida, numa trilha que começa todos os dias ao acordar e se relacionar com os animais, com as plantas, com o planeta e principalmente com os outros, com todos os corações, pois o xamanimo se estende por todas as nossas relações.

MITAKUYE OYASIN*


Frank Oliveira

Mitakuye Oyasin: Expressão de saudação dos índios Sioux, dos EUA, que quer dizer "Por todas as nossas relações".

Texto escrito durante a palestra realizada no IPPB, pelo amigo e xamâ Vitor Hugo em 15 de Agosto de 2008.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply