domingo, agosto 24, 2008

OLIMPÍADAS SÃO TODOS OS DIAS

Eu não sei dirigir. Isso mesmo, 34 anos e a direção ainda é um sonho.

Tenho um carro, até já tentei tirar carteira de motorista, mas tenho pânico da direção, pois tenho extrema dificuldade em trocar as marchas, me confundo todo com os pedais da embreagem e do freio e minha última tentativa ao volante, quase acabou em desastre.

Sou deficiente quanto o assunto é coordenação motora ( desculpem o trocadilho infame) e já perdi muitas noites e dias tentando entender, porque razão minha esposa tem extrema facilidade na direção e eu não. Ela conduz com maestria, modera a velocidade, é uma ótima motorista, ou seja, é tudo aquilo que eu quero ser, mas a verdade é que estou parado na pista, achando que nunca vou conseguir sair do lugar.

"Nunca vou conseguir" , de onde saiu isso?

Eu sou eficiente em muitas atividades e em outras tantas sou deficiente, mas essa deficiência não significa impossibilidade, pelo contrário, minha deficiência é um convite a superação.

Superar-se não é exclusividade dos atletas em busca de suas medalhas de ouro. Olimpiadas são todos os dias, para as pessoas comuns, que explodem de felicidade ao receber suas medalhas de bronze por ter superado suas pequenas gigantes limitações. Para pessoas que tentam superar suas deficiências, casa passo é uma vitória e a única coisa que não é válida nesse esporte é desistir.

Ás vezes, para atingirmos a superação em alguma área em que somos deficientes, precisamos da ajuda de quem já é mestre numa estrada, onde ainda somos alunos. Por isso conto com a minha esposa. Toda vez que a vejo dirigir, ela se torna uma seta para mim, me guiando pela faixa da esperança na busca da minha medalha tão esperada.

Eu vou aprender a dirigir, e isso é só uma questão de tempo, ritmo, esforço e coragem para continuar lutando.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply