quinta-feira, agosto 21, 2008

ATOR OU PERSONAGEM

Palestra baseada no tema: Potencial Produtivo

ATOR OU PERSONAGEM

Você é um ator, atriz?

Todos nós somos atores e atrizes, não somos?

Somos muitos bons e poderíamos ganhar prêmios, até o Oscar pela nossa atuação. E eu vou lhes provar que falo a verdade. Estão preparados? Hora da verdade!

Vamos lá!

Quem é você?

"João"? "Maria"?

Eu perguntei quem é você e não o nome que lhe deram, pois nem o seu nome você escolheu, talvez tenha escolhido o seu apelido ou mudado o nome de Orostáquio para Astrogildo, por causa daqueles apelidos que a gente não quer no ouvido. Mas voltando a questão: quem é você?

"José, 32 anos, casado, pai de dois filhos, católico, apostólico romano, bancário."

Pois bem, Josés e Marias, e não esqueçamos dos Joãos. Quem criou, você, José? Quem criou você, Maria? Quem criou quem você é José, ou melhor, quem você pensa que é?

Xiii, como diria Drummond: "e agora José?"

Você? Mesmo? Acho que não! Foi Deus? A sua família? A sociedade? Religião? Ambiente?

Bom, se houve criação, participação na construção de quem você se tornou, estamos falando então de um autor, ou vários. Se houve uma criação, algo planejado, podemos dizer que você não nasceu José, casado, pai de dois filhos, católico, apostólico romano, bancário. Você nasceu você, o José é só um personagem!

Confundi vocês? Desculpe, citando o Chacrinha " Não vim aqui para explicar, vim para confundir".

A pergunta é: Você é só o José ou você é mais que isso? Será que há mais de você do que o que você pensa que há? O que está escondido?

Vamos brincar de "eu acredito".

Só por agora, vamos imaginar que acreditamos que você pensa que é o que diz ser. E eu quero fazer uma analogia com a terra. Vocês já ouviram falar de um lugar chamado Via Láctea? Isso mesmo, bom, ainda lembram das aulas de geografia. Qual o tamanho dela? Algo assim né, gigante, imenso, um Saara de deserto, onde o Sol é só um grão de areia. Certo? Agora, imagina o tamanho da terra? Agora, lembre de você e imagine o seu tamanho comparado com a galáxia? Ficou pequenininho, não é?

Estamos acostumados com a ilusão de que só existe aquilo que podemos perceber com os nossos cinco sentidos ou lembrar. Se só o que você consegue ver, sentir, tocar, cheirar é esse planeta, esses cientistas devem estar malucos: afinal, a Terra é só o que existe.

Assim pensava a sua tatatataravó! Então ela um dia, ou o seu tatatataravô olhou para as estrelas á noite e depois de ter certeza que as estrelas não eram um bando de vagalumes, ele se deu conta que esse planeta não era tudo que existia, ou melhor, esse planeta era parte de algo BEM maior.

O que quero dizer, é que há MUITO mais do que o que vocês possam perceber, imaginar, mensurar, e Shakespeare já dizia: " Há muito mais coisas entre o céu e a terra, do que possa sonhar a sua vã filosofia tomando pingado e comendo pão na chapa na padaria".

Baseado nisso, vamos voltar a falar de você. Qual é mesmo o seu tamanho comparado com a nossa galáxia, (que também não passa de um grão de areia no universo). Pequeno? Agora, vamos ao paradoxo...você consegue imaginar a Via Láctea? Sim ou não? Ela cabe na sua cabeça? Caramba, você consegue não só imaginar a galáxia, como ela
também cabe dentro da sua cabeça!!!

Se cabe uma Via Láctea dentro da sua cachola, o que será que você tem mais ai dentro?

Para Jung e Freud e tantos outros estudiosos da psique humana, quem você pensa que é não passa de um grão de areia, uma pequena parte do seu inconsciente ( por favor mantenham em mente que não sou psicólogo, psiquiatra, psicanalista, nada parecido, talvez apenas meio louco, e tudo que sei desses caras vieram dos cursos de alguns
amigos e das revistas que eu leio).

Permitam-me explicar rapidamente, o que eu compreendo por ser a diferença entre consciente e inconsciente. Consciênte é olhar uma menina bonita e estar ciente de que você gostaria de sair com ela. Inconsciente é olhar a mesma menina e em questão de micro-segundos, analisar se ela será uma boa mãe para os seus filhos, baseado no tamanho do quadril dela,os cheiros que ela emite, se a química do seu corpo combina com a química do corpo dela; é avaliar se os seus amigos a acharão tão bonita quanto você pensa que ela é; afinal, você quer que todos vejam o quanto você tem bom gosto e só sai com mulheres bonitas; é observar todos os defeitos que ela tem e decidir que nesse momento isso não é importante ser ressaltado; é imaginar toda uma vida com ela, incluindo pensão e Faustão aos domingos; é pensar tudo isso, sentir tudo isso e nem sequer se dar conta que fez isso tudo.

Em outras palavras a sua consciência é uma azeitona numa salada. Mas agora vem a mágica, o que está no seu inconsciente, volta e meia, se reflete no personagem que você está vivendo. Talvez, você tenha ido perguntar o telefone do cachorrinho da menina bonita baseado em algo aparente e imediato no seu consciente, ou você acabou deixando para lá, pois algo lá dentro de você falou: sai fora, é fria!

Dentro da sua mente ( ou alma, sei lá, vai que alguém ai acredita em espíritos e associa o que carregamos na mente com o que levamos na alma) há vários outros personagens: o ciumento e o possessivo, o apaixonado e o amigo, o velho e o menino, etc, etc, etc. Centenas de personagens que fazem parte de você, te influenciam, mas mesmo sendo ingrediente da sopa que forma você,ainda assim, você é muito mais que isso.

Você é o ator, não a personagem!

Percebam: vocês poderiam ganhar tanto dinheiro quanto o Brad Pitt ou a Angelina Jolie...ou melhor, vamos ser mais brasileiros: Antônio Fagundes e Claudia Raia. Oscar para vocês!!!

Agora mudo as perguntas: Vocês têm controle sobre essas personagens, ou melhor, qual delas está em controle do seu corpo nesse momento? Será que uma delas não está no controle o tempo inteiro?

Quem eu conheço é só uma personagem, é você mesmo, ou só uma pequena parte de você que você decidiu mostrar em público?

Você é ou não é um ator desempenhando vários papéis?

Analogias com o teatro, devidamente encerradas. A verdade é que você é muito maior do que o que pensa ser, do que os personagens que você está interpretando.

Se você conseguiu chegar até aqui, vivo, alfabetizado, sadio, conseguiu fazer amigos, amores, sacou que é preciso respeitar os outros, não jogar papel de balinha no chão, nem bituca de cigarro no esgoto, se está empregado, parabéns! Mas há muito mais que isso e honestamente, se você já conseguiu alcançar tudo isso, qual a
distância te separando de alcançar todos os outros sonhos e objetivos? Qual são os seus limites?

O céu é o seu limite, voador, ou melhor, o céu do universo!

Se você consegue visualizar tudo isso, e ainda consegue ver, dentro da sua cabeça, o tamanho da terra, do sol, da Via Láctea com você incluído, tudo isso dentro da sua mente. Uau!!!!!!!Qual será mesmo o tamanho do seu potencial?

INFINITO!!!!!

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply