sábado, maio 31, 2008

UMA EXPERIÊNCIA ELEMENTAL OU O FANTÁSTICO HOMEM COBRA

Um amigo, amigo de um amigo meu teve uma experiência elemental, será que é assim que se descreve esse fenômeno? Não importa, nem dó bola mesmo para essa vontade besta humana de dar nomes a tudo, mas vamos voltar a estória que é o que realmente interessa...Estava ele em transe meditativo, quando se tornou uma cobra. Sim, isso mesmo, uma dessas peçonhas, bicho que queremos distância.

Ele disse que sentia o verde da sua pele em contato com um verde maior que fazia parte de todas as criaturas. Se havia Deus barbudão para os homens, natural que houvesse um Deus verdão para as cobras.

Enxergava mal (daí vai ver que não havia qualquer relação com a experiência de cobra, pois o sujeito é míope), mas contou ele, que percebia movimentos, cheiros que nunca até então havia sentido. O veneno, segundo ele, não era lá grande problema, perto dele, a sua sogra era uma cascavel.

A experiência foi incrível, disse ele, pois também caminhou (ou rastejou) como cobra no meio da multidão e descobriu outros tantos bichos que inconscientemente se esbarravam sem perceber isso.

Agradeceu ao Pai das Cobras por não ter sentido fome, ficaria triste se tivesse que engolir algum outro bicho que entrasse em seu caminho.

Um tempo depois, voltou a ser humano, mas ele gostou tanto da experiência que já comprou uma fantasia de jibóia para o próximo carnaval. Ele disse que aprendeu várias coisas como cobra, só precisa passar depois no Butantã, para tentar traduzir cobrês pro português.

Da experiência ficou muitas dúvidas, finalizou ele, mas também uma certeza: há mesmo mais coisas entre os humanos e os bichos do que sonhava Darwin.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply