quarta-feira, março 12, 2008

"Enfim"

Ontem, revi minha grande amiga Roberta Andrade. Como acontece sempre em nossas conversas, saímos os dois mais tranquilos e prontos para esse mundo que exige que dois poetas trabalhem para o sistema. Como diria o Poeta Segurança: se ao menos nossos versos pagassem nossas contas...mas chega de "if" e sigamos todos nós poetas com os nossos personagens!!!

Segue abaixo o poema que ela escreveu ontem:


"Enfim"

Porco espinho; afiado
Me passei enfadado
Além mar desconhecido
A quietudade me intriga
Me abala, me faz agitar

A montanha; escalada
Na descida um tombo
Na garganta seca, o grito
Soco, acerto
Sufoco, devaneio
Atiro e vejo a morte respingada na parede
Crio em mim um novo personagem



Roberta Andrade

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply