quarta-feira, janeiro 23, 2008

O Amor de Guinevere

Encontrei Guinevere chorando no campo,
Chorava aflita por causa do amor;
Não era a ausência de amor que a levava aos prantos;
Ela chorava por não saber quem era o seu Senhor

Guinevere era casada e feliz com o grande Rei Arthur
Até conhecer o valente guerreiro Lancelote
O amor veio de todas as direções; do norte, do sul
Envolvendo-a pelo leste e oeste de Camelot

Seu coração tornou-se um calabouço
Onde a escuridão da indecisão a cercava
Se ao menos o vento a resgatasse do poço
E levasse para longe um dos amores que a encantara

Como seu coração poderia bater desse jeito
Pelo rei seu esposo e pelo cavaleiro?
Dois homens, duas escolhas, dois senhores
Como cabe no peito esses dois amores?

Por isso Guinevere chorava
Por querer tanto outra pessoa
Estando tão bem casada

Por Lancelote, ela recusaria a coroa
Largaria dez reinos
Viveria pelo mundo à toa

Mas e Arthur seu esposo?
Que tanto lhe fez bem
Que por ela, deixaria o trono

Fugir com Lancelote
Só desgraça traria
Desonraria Camelot
Acabaria com muitas vidas

Se tudo ao menos fosse um feitiço
Enviado pela bruxa Morgana Le fey
Mas seu coração sabia não era isso
Ele apenas batia tanto para o cavaleiro
Quanto pro rei



Encontrei Guinevere chorando
Mas não pude, minha amiga, ajudar
Pois o amor segue diferentemente tocando
E os outros não podem opinar

Mas desde então aprendi
Que cada um tem sua experiência de amar
Certo ou errado, não cabe a ninguém decidir
Pois somente quem ama, sabe qual caminha optar


Frank

Um comentário:

entre letras e musicas disse...

lindo dms!!ameiii.obrigada!nao sabia que a estoria era tao linda,já tinha visto filmes e lido alguns relatos mas ninguem tinha me explicado dessa forma...a arte imita a vida ou a vida imita a arte?

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply