sexta-feira, dezembro 28, 2007

Voando

Sou voador de asas quebradas, por isso as vezes vôo torto e quando consigo tocar o céu, volto caindo para a terra, mas não desisto das estrelas, nem da lua, pois voar é meu destino, quem mandou Deus me fazer homem ao invés de passarinho.

Já tivemos asas antes, mas fomos expulsos do paraíso. Quem mandou ter comido o fruto proibido, mas seguir a consciência e o coração tinha um preço e estávamos dispostos a pagar, afinal o Éden tinha tudo o que queríamos, mas estava se tornando meio chato, meio sem novidade, meio sem desafios e a acima de tudo, sem graça alguma.


Queríamos aprender, mas queríamos dar risada. Queríamos amar, mas queríamos também sacanear, farrear, quebrar a cara; só para depois se ajeitar; juntar os cacos, reconstruir e fazer todas essas coisas que faz a gente crescer.


Crescimento com erros é um caminho mais longo, mas quem pode dizer o que é certo o tempo inteiro?

Às vezes é preciso um dilúvio para limpar tudo e embarcar numa Arca de Noé para reconstruir o nosso mundo e andar com as nossas próprias pernas. As vezes é preciso trilhar o caminho de Abraão e oferecer sacrifícios sem necessidade para acordarmos e percebermos que não precisamos comer o pão que o diabo amassou para falar com o divino que está tanto lá em cima, quanto embaixo, do lado e dentro de cada um de nós.

Caminho difícil, mas não impossível e mesmo cruzando um mar vermelho em busca de nossa terra prometida, não podemos esquecer as lições do antigo Egito, da Índia dos Devas, do Tão da China e dos tambores celtas. Pois embora o presente seja importante, as lições e ensinamentos do passado formam um alicerce para a ponte que temos que atravessar rumo ao futuro.

Vivenciamos nossa idade das trevas, enfrentamos dragões com espadas de lata e escudos de acúcar; cruzamos mares em barcos de papel; colonizamos novos sonhos; críamos novos países; fizemos guerras por canudos e guardanapos e aqui estamos nós, mais fortes, sábios e ainda aprendizes. Continuamos errando e nos ferrando, mas dando muita risada nesse processo de aprender e vivenciar o caminho do meio rumo ao tudo.

Para alguns um ciclo se encerra, para outros esse mesmo ciclo recomeça ( e é difícil recomeçar), mas quando se tem a certeza de que vale a pena, todo esforço vira fruto. E foram tantos frutos e presentes que se torna impossível não agradecer aos céus todos os dias pela oportunidade de estarmos aqui.


Anos, séculos, ciclos se passaram em um piscar de olhos, num segundo. Quando olho para trás, e lembro de tudo que ocorreu há 10 anos ou há 10.000 anos, parece que foi ontem, mas as lições e experiências ficarão por toda a eternidade.


Novos amigos e novos aprendizados todos os dias. Novos amores e amores renovados. Desculpas e tapas na cara; beijos no rosto e caras viradas, mas perdoar o quê? Já dizia Gil: “não há o que perdoar, por isso mesmo é que há de haver mais compaixão”

Quantos sonhos realizados e quantos planos desfeitos. Tanta coisa que eu quero e tão pouca coisa preciso. A vida sábia vai filtrando meus pedidos e mudando todo o curso do rio, exatamente como dizia Lennon: “ a vida é o que acontece com você, quando você está ocupado fazendo planos”.

A terra tem dessas coisas, mas continuo voador. Voando além do céu virtual, pelo céu do coração. Voando em letrinhas e pelo teto, como se fosse um foguete, quando durmo. Vôo torto e engraçado. Tudo que parece no começo trágico, no final realmente vira piada, conto, crônica ou simplesmente some com o vento.

Outro ano se passou no calendário ocidental. Embora a data seja fictícia, o sentimento de renovação é real e desejo a todos vocês que as sete ondinhas puladas se transformem em sete novos desafios superados, em sete motivos para rir e agradecer aos céus, o milagre de estarmos vivos.

Afinal, todos nós somos voadores e voar junto foi apenas um jeito engraçado da vida nos mostrar que éramos, sempre seremos e SOMOS TODOS UM SÓ!


Frank

12 comentários:

Patrícia disse...

Namastê Frank,

Olha, eu participo da lista OS VOADORES, e ao ler sua mensagem resolvi visitar seu blog. Adorei a crônica. Uma coisa... sei lá... linda.. simples. Gosto disso. Coisas simples... mas que mexem com os nossos pensamentos corriqueiros e que às vezes nem se é dado a devida importância.

O Geraldo Azevedo tem muito disso..acho lindo quando ele fala " Moça bonita seu corpo cheira ao botão de laranjeira, eu tbm não sei se é, imagina a minha sina..".. É uma coisa simples.. singela.. como eu diria.. de deixar o vento bater nos cabelos soltos..

Adorei mesmo..

Ah.. sou acadêmica de Letras, rsrsrs,mas não tenho nada de chata que os acadêmicos de letras tem viu..?!

Abraços..

Patrícia

Anônimo disse...

Caro Frank,me permita chamá-lo assim,adorei ler essa mensagem de
final de ano.Em algum ponto ela me pegou pois fiquei super
emocionada,sou leitora assídua dos resumos de vcs pois aprendo muito
neste grupo que "voadores" de pé no chão são.Mas ao ler hoje esta
mensagem quis dizer Obrigada a todos vcs, que ensinam de coração
aberto,mesmo sem conhece-los pessoalmente sinto que todos são
fantásticos.Um Feliz 2008 com muita alegria e luz.Matô.
Maria Navata
From Voadores

Anônimo disse...

Esta mensagem sintetiza o que esta lista representa para nós, "voadores de
leitura", aprendizes das lições aqui ministradas , com simplicidade e muito
humor!
Feliz 2008 a todos da lista!
E parabéns Frank!
Jaylsa
From Voadores

Anônimo disse...

Caro Sr. Voador

Você é demais!!!

Te desejo o de melhor para 2008!!!!

bjs

Rosângela Cruz

Anônimo disse...

Obrigada pela mensagem e linda.
Feliz ano novo para vc e sua familia.
vc escre bem.
Beijos.
Angela

Anônimo disse...

Hi flying man!
It's great to read your texts here.
You know what? I wanna be just like you when I grow older.
See you
Amaury

Anônimo disse...

Oie Frank Voador,

Obrigada por sua generosidade em compartilhar sempre os seus anseios, sonhos e realidades... tudo isso numa mistura muito bonita e original de letras, frases, crônicas e contos que nos transportam para longe, para fora e, principalmente, para dentro... nos levam á essência e ao contato, mesmo que por poucos minutos ou segundo, com nossa centelha divina..

Foi muito bom viajar com você em 2007, que continuemos nossa viagem em 2008 e por muito mais...

Um grande abraço,

Rosângela Barros

Anônimo disse...

Oi Frank,

Tudo blz? Muito 10 esse seu texto.
Bom, é isso ai.
Continue com o bom trabalho e um bom 2008 pra vocês!

Abraços,
Alex

Anônimo disse...

Frank, assim como vc, tbm sou voadora...nesse próximo ano espero compartilhando alegrias e experiencias novas com vc!! Obrigada pela oportunidade e pelo voto de confiança!!
Feliz Ano Novo!!
Sua mais nova e assustada amiga
Luciana Mendes
PS: vc escreve muito bem, menino!!

Anônimo disse...

obrigada e pra você também!!
abraço
Jaqueline

Anônimo disse...

Deus o abençoe Frank. Um ótimo Ano Novo, para ti com muita prosperidade.
Um abraço;
Denis M.

be disse...

酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗幻想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗幻想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗幻想,
夢世界,

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply