sexta-feira, dezembro 21, 2007

CRÔNICA E OVO ( Luis Fernando Veríssimo)

Esses dias, uma amiga me ligou e disse que sua sobrinha estava lendo o meu blog e perguntou para ela:

- Tia, crônicas são textos engraçados, né?

Ela respondeu que sim, mas acho que até ela ficou na dúvida.

A definição do que é uma crônica ou não, é algo que tira o sono de muita gente; e para tentar explicar a minha visão de crônica não só para ela, mas como para todos os leitores, posto abaixo uma crônica maravilhosa do autor Luis Fernando Veríssimo, onde ele fala justamente sobre o que é uma crônica e a comparação com o ovo.

Frank

*************************************************
A Crônica e o Ovo


A discussão sobre o que é, exatamente, crônica, é quase tão antiga quanto aquela sobre a genealogia da galinha. Se um texto é crônica, conto ou outra coisa interessa aos estudiosos de literatura, assim como se o que nasceu primeiro foi o ovo ou a galinha, interessa aos zoólogos, geneticistas, historiadores e (suponho) o galo, mas não deve preocupar nem o produtor nem o consumidor. Nem a mim nem a você.

Eu me coloco na posição da galinha. Sem piadas, por favor. Duvido que a galinha tenha uma teoria sobre o ovo, ou, na hora de botá-lo, qualquer tipo de hesitação filosófica. Se tivesse, provavelmente não botaria o ovo. É da sua natureza botar ovos, ela jamais se pergunta "Meu Deus, o que eu estou fazendo?" Da mesma forma o escritor diante do papel em branco (ou, hoje em dia, da tela limpa do computador) não pode ficar se policiando para só "botar textos que se enquadrem em alguma definição técnica de "crônica”.

Há uma diferença entre o cronista e a galinha, além das óbvias (a galinha é menor e mais nervosa). Por uma questão funcional, o ovo tem sempre o mesmo formato, coincidentemente oval. O cronista também precisa respeitar certas convenções e limites, mas está livre para produzir seus ovos em qualquer formato. Nesta coleção, existem textos que são contos, outros que são paródias, outros que são puros exercícios de estilo ou simples anedotas e até alguns que se submetem ao conceito acadêmico de crônica. Ao contrário da galinha, podemos decidir se o ovo do dia será listado, fosforescente ou quadrado.

Você, que é o consumidor do ovo e do texto, só tem que saboreá-lo e decidir se é bom ou ruim, não se é crônica ou não é. Os textos estão na mesa: fritos, estrelados, quentes, mexidos... Você só precisa de um bom apetite."

Luis Fernando Veríssimo

Mais sobre o autor no site:
http://portalliteral.terra.com.br/verissimo/

2 comentários:

Anônimo disse...

nossa!!vc nao é só uma figura,vc já é uma coleçao inteira!!obrigada pela resposta..vou mostrar pra ela,concordo plenamente com Luiz Fernando,tudo depende da visa de quem esta lendo,mas ele tb concordaria comigo em uma coisa vc e suas cronicas sao cheias de magia!!bjs no coraçao

be disse...

酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗幻想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗幻想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗幻想,
夢世界,

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply