segunda-feira, novembro 19, 2007

Dia de Todas as Consciências

Sou pardo, moreninho para a minha esposa e negro para o sistema de cotas que me garante uma grande vantagem: pulo na frente para ser aprovado, se eu resolver fazer vestibular em Brasília ou qualquer outra cidade onde eu seria julgado pela cor da minha pele. Eis o grande dilema; conseguir um diploma por ser negro ou uma formação por mérito?

Sou pardo, mas estou mais para pardal; sou negro, mas estou mais para traidor do movimento afro-brasileiro quando grito aos quatro cantos: não enxerguem a cor da minha pele, percebam as cores da minha alma.

“Não sou alienado”, respondo aos negros que são mais racistas que muitos brancos; conheço a cor do preconceito, já a vi refletida em portas fechadas, em olhares tortos e em oportunidades de emprego; mas das coisas maravilhosas de se morar no Brasil ( e acreditem há muitas), há essa junção do branco e do preto; do amarelo e do índio; essa miscigenação que transformou esse pais em um paradoxo onde branco é preto e muito preto é branco. Fui pobre, hoje sou rico em possibilidade, pois não acredito em deficientes por cor. O homem que me tornei, surgiu quando questionei ao invés de acreditar sem me perguntar; quando cantei ao invés de reclamar; e pensei ao invés de concordar com tudo que leio ou ouço e por isso, pergunto-me na calada da noite que antecede o dia da Consciência Negra: celebraremos nesse dia a importância de grandes homens e mulheres? Ou apenas o fato deles terem sido ou serem negros?

Vou levar pedrada, mas acredito que Machado de Assis, Castro Alves, Cartola e outros tantos autores e artistas negros não devem ser lembrados por serem autores negros e sim por sua obra que brilha em todas as cores; O ministro e juiz do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, não surgiu e virou destaque nacional apenas por ser negro; ele ganhou o destaque na mídia por sua honestidade, que virou virtude rara em um mundo onde todos querem ganhar vantagem em cima dos outros.

Se adoramos celebrar e criar feriados, que surja o Dia de Todas as Consciências, onde todos os brasileiros saiam as ruas para festejar a união dos povos, independentemente da sua cor ou crença. Vamos celebrar a miscigenação das consciências, tão presente nesse país e tão ausente na mente dos brancos e pretos de todos os cantos, que só enxergam o aparente que vêem no espelho.

Sou algo a mais que ser negro; ele tem algo a mais que sua pele branca; ela é mais que seus olhos puxados; eles são muito mais que índios. Enxergue diferença na cor do outro e você estará segregando sua própria consciência; perceba que todos nós somos iguais e você estará livre da escravidão do preconceito que ainda aguarda a lei áurea do discernimento.

Frank “ Neguinho” Oliveira

Foto 1: Na familia Oliveira, a irmã é negra, o irmão é branco, a sobrinha é ruiva, o outro irmão é negro e a mãe é branca. O outro irmão japonês e o Pai Negro estão ausentes.

Foto 2: Na familia Oliveira, a Vó é India.

8 comentários:

Anônimo disse...

Oportuno texto querido amigo Frank! Veja você que, domingo fui levar minha pequena Laura para ver a chegada do Papai Noel, quando na fila para tira tirarmos foto com o ilustríssimo velhinho, uma moça (negra)insentivava sua filha a furar a filha. Outra moça (branca) ao perceber disse pra menina que não fizesse aquilo pois ela deveria enfrentar a fila como todos estavam fazendo. A moça (negra) puxou a filha pelo braço e chamou a moça (branca) de "branquela nojenta". A moça (branca) simplesmente ignorou. Então pensei; e se tivesse sido a moça (branca)chamado a negra de "negrinha nojenta", certamente, com tantas testemunhas, seria um prato cheio para um daqueles processos de discriminação. Não concordo com esse feriado nem com revistas, cotas e etc destinados a raça negra. Isso só potencialisa uma "diferença" insignificante. Amava minha avó negra, amo meus amigos negros e respeito todos os negros, mas não aceito posicioná-los como "diferentes", coitados ou desfavorecidos.
Amo vc Chiquinho!! Um bjão...

Flávia Fachine disse...

Desculpe Frank, a mensagem anterior entrou com anônimo! bjs

Rosa disse...

Querido Fran,

O dia da consciência negra rotula mais uma vez a diferença que muitos tentam abolir. Qual é o valor de um pouco mais ou um pouco menos melanina para diferenciar a cor da pele, se debaixo dela os músculos, veias, ossos são iguais?
Tendo morado na Inglaterra por um tempo você deve ter notado que algumas pessoas falam "that coloured man/woman". Todos falam uma pessoa negra, mas não falam uma pessoa branca, e qual é a diferença? Não são pessoas?
Como você escreveu, o dia deveria ser o de todas as consciências, afinal, o Homem não descende de negros?
Beijão para você, te admiro muito.

Anônimo disse...

Frank


Respeito suas idéias mas nao concordo com elas
Paz e luz

Rosemary from Voadores

Anônimo disse...

Viva a diferença! Um brinde no(ao) feriado pra quem pode! Pois EU
TENHO que trabalhar hoje aNormalmente hehehe.

Pois alma avuadora não tem cor (possui luz), alma avuadora não tem
forma(adios dietas), a alma avuadora não tem sexo (viva a
para-parada-gay), alma avuadora ama incondicionalmente(difícil ou
impossível?).

Desde quando a cor é retrato da alma ou vice-versa?

Existe o feriado da Consciência Negra, mas não existe da Consciência Branca. ?!?
Existe o feriado do Papai Noel, mas não existe o da Mamãe Noel. ?!!?
Existe o dia Internacional da mulher, mas não existe o dia
internacional do homem. ?!?!

Porque são todos os outros? rsrsrsrsr

Pra mim a graça é essa; a diferença de opniões, cores, raças, crenças,
idéias, você tem fome de que? você tem sede de que?

Como alguém aprende(evolui) senão seja por alguma novidade/DIFERENÇA
do que ele já conhece?! Hum?!

É!.. temos muito que aprender uns com os outros, né não?

Mas que eu queria STAR na praia AGORA nesse DIA LINDO, ah eu queria!
Com qualquer consciencia, negra, branca, coletiva, individual, rsrsrsr

Vo pará por aqui, porque depois nos encontros avuadores o pessoal fica
falando que só falo besteira pra lista, é verdade? AHHAHAHAH

O importante é participar...mesmo pagando uns mico..(ou não)...

YKER

From Voadores

Anônimo disse...

Muito bom o que eswcreveu Frank. Principalmente por essa consciência que você tem de que o importante é o homem não a cor da pele que cobre seus ossos. Vou ao seu blog.Com prazer e orgulho de brasileira para brasileiro

Maria Olimpia Alves de Melo
From Recanto das Letras

(¯`·.¸¸.->.°Ale Bonita Applebum disse...

Ousadia sua se dizer pardo.. justo você..

desculpe-me, mas esse texto só poderia ter vindo da sua pessoa mesmo!!!

Lamento... por pessoas como vc o preconceito ainda resiste!

be disse...

酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗幻想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗幻想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗幻想,
夢世界,

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply