terça-feira, outubro 23, 2007

Um Mundo sem Livros


Ontem a noite sonhei
Que acordava num mundo sem livros
E como amo tanto ler
Quase fiquei maluco

Não havia computador
Nem jornal, nem revista
E para aumentar o meu temor
Esqueci como escrevia

O mais estranho é que em tudo acreditei
Que podia ser sonho, nem sequer desconfiei
Como crianca tive que aprender a ler e escrever novamente
Sem tantas condições e oportunidades como anteriormente

Para cada palavra aprendida um valor
E em cada palavra lida um orgulho
De aprender desta vez com amor
E a dar valor ao conhecimento expresso no mundo

Quando acordei, mal pude acreditar
Que nada fora real e com alívio respirei bem profundo
Mas uma coisa esse sonho veio me ensinar:
Ter mais prazer e brilho no olho em meus estudos

Pois sei que nem todo mundo tem condições de comprar um livro
E boa parte do povo nem sabe que existe internet
E por isso que agradeço o que aprendo e o que experimento compartilho
Tentando manter nas palavras o amor que o universo tanto me fornece


Frank
Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply