quarta-feira, agosto 15, 2007

As Lágrimas e a Semente

Quando a notaram pela primeira vez, ela chorava na multidão. Eram tantos soluços e lamentações a sua volta, mas eles conseguiram perceber que ela chorava de um jeito diferente. Ela chorava de dircernimento.

Não é fácil distinguir um choro de outro num temporal de lamentações, mas quando se observa muita gente sofrendo, se passa a distinguir quem chora implorando por pena e
quem chora porque compreendeu o motivo de estar se sentindo assim.

Quando a gente entende por que chora e para de implorar a atenção e a energia do outro, as lágrimas limpam muito mais do que molham. É como se cada gota portasse uma palavra que sempre precisou ser ouvida, e o mais extraordinário é que essa enxurrada de palavras certas vem de dentro da gente.

Leva tempo para pararmos de sentir pena de nós mesmos e não envolver o mundo em nossos dramas, mas uma vez que isso ocorre, vem uma lucidez tão grande junto, que as
lágrimas deixam de ter tanta importãncia e se ainda insiste em cair é apenas para levar embora aquilo que não nos serve mais.

Foi por isso que eles conseguiram notar as lágrimas da moça na chuva. Foi por isso que ela obteve mais que atenção de quem podia ajudá-la, ela também ganhou respeito.

Toda vez que alguem tenta prestar socorro nesses lugares e ajudar quem realmente quer ser ajudado, os ataques surgem de todos os lados, mas não dá para nublar o
coração de quem carrega um sol constante consigo.

Certa vez perguntei a uma dessas pessoas, qual era o critério de ajuda naquele lugar ? Porque não ajudavámos todos de um vez ?

E eis o que me responderam:

¨Não há escolha e sim sintonia! Muitos choram, mas poucos querem aprender a sorrir.
Todas as pessoas recebem o nosso carinho e cuidado, mas nem todas estão preparadas realmente para querer mudar. E há pessoas preparadas para receber o alimento e outras
para plantar. Embora ambas estejam famintas, há uma grande diferença entre elas. Quem recebe alimento e não se esforça para obtê-lo, vê na fome a principal aliada;
porém quem esta faminto, mas percebe também que pode plantar, recebe o alimento e não desperdiça a semente.¨


Frank

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply