quarta-feira, julho 18, 2007

A Vida Continua...

Noite de tragédia, dia de lamentação em mais um acidente aéreo em terras ( e céus) brasileiros. Já é possível imaginar o que virá em seguida: manchetes e mais manchetes em todos os jornais, tv e rádio com fotos e descrições de corpos carbonizados; histórias fantásticas das pessoas que não embarcaram no vôo; manipulação dos relatos dos familiares das vitimas para vender mais jornal e continuar a hipnose coletiva proporcionada pela mídia, com suas especulações e exageros de costume alimentados por uma população que acompanha a tragédia como se assistisse uma novela na "segurança" do sofá da sua casa.

Que há algo de podre na aviação brasileira, todos já estão carecas de saber, mas muitos se esquecem que é preciso evitar a todo custo (pelo menos entre pessoas com um pouco de esclarecimento espiritual)esse falatório sobre o acidente, pois isso não ajuda ninguém, pelo contrário, isso só sacia o nosso gosto pelo mórbito, pelo bizarro, pela desgraça alheia em virtude de receber em troca uma falsa sensação que isso só ocorre no quintal alheio.

Sim, isso pode ocorrer com você ou com a sua família e se isso ocorresse, tudo o que você menos vai querer receber em sua casa é lamentação ou a influência nefasta de uma sintonia de comoção, vindo numa nuven pesada de emoções coletivas, pairando no seu teto. Acredito de coração que quando pensamos sobre algo, isso de alguma forma cria algum tipo de energia que afeta as pessoas ao nosso redor, baseado nisso, tente imaginar só de brincadeirinha, o que se forma quando centenas de milhares de pessoas pensam a mesma coisa?

Sorte que isso é só imaginação, né? E se não for...

Compreendam que não falo sobre evitar se informar sobre tragédias, não me refiro a alienação, pois precisamos ler, discutir a respeito, mas isso deve terminar na informação e não na continuidade de conversas de elevadores, em nossas ações no dia-a-dia( por imaturidade em não conseguimos aceitar direito a morte ou tragédias -afinal como "Deus poderia permitir isso?")e repercutir por mais tempo que o suficiente.

Acidentes ocorrem e continuarão a ocorrer até que ocorra uma melhoria significativa nos serviços prestados pelas empresas aéreas e pelo governo brasileiro. Embora, seja lamentável a morte de tanta gente nesse acidente, a vida continua e por respeito as pessoas que se foram e ao colega de trabalho (que têm mais o que fazer do que ouvir de você: "ei, que acidente terrível, não? Você viu o que houve?"), reflita e mude o canal, troque o noticiário especulativo por uma prece, um pensamento limpo e positivo ou mesmo um pedido para que essa pessoas que se foram sejam amparadas do outro lado e para que as pessoas que aqui ficaram ( parentes, amigos, etc)continuem suas vidas e sejam fortes para suportar as próximas horas que não serão fáceis - afinal isso é tudo o que importa nesse momento.

Frank

Um comentário:

Paulo disse...

Excelente texto, Frank!
Tinha recebido pela lista do GAE e vim ver se vc tinha postado ele aqui também.

Com as devidas informações de que o texto é seu e o link do seu blog, (todas as coisas de direitos autorais hehe) eu o publiquei no meu também. É um texto excelente e sempre é bom repassar!

Entra lá se quiser!
http://relatosdaterramedia.blogspot.com/

Bom, é isso!
Como sempre, fan de seus textos!

Abraços! Aparece lá no IPPB!

Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply