domingo, outubro 30, 2005

A Crítica Nossa de Cada Dia

Existe uma diferença bem grande entre crítica
construtiva e crítica destrutiva.

No primeiro caso, alguém com um pouco mais de
experiência sugere como seu trabalho pode ser
aperfeiçoado e no outro a intenção é clara: destruir
mesmo.

O primeiro crítico é difícil de encontrar, mas em
compensação o segundo...

Toda vez que surge alguém com uma grande idéia,
inspiração ou decisão , surge junto um crítico
destrutivo na jogada. Esse cara sai da inércia em que
vive com o único intuito de destruir teu ato seja ele
qual for, só para provar que a teoria dele é a mais
correta do mundo.

Nunca produziu nada, mas é craque em ensinar a maneira
certa de produção alheia. Nunca chutou uma bola de amor
no gol do mundo, mas é especialista em palestrar sobre
como quem tanto fala e expressa amor, nada sente.

Todos têm o direito de expressar o que sentem e pensam a
respeito de um determinado assunto, mas esse tipo de
crítico nada vem a acrescentar e sim apenas explodir uma
boa idéia, transformando-a em cinzas, só pelo prazer de
satisfazer sua vontade de Senhor Sabe Tudo.

O melhor meio de lidar com críticos assim, é
continuarmos trabalhando mais e mais, e jamais
desistirmos de jogar.

E lembre-se se há muitos desses críticos no seu caminho,
não há o que se preocupar. Como diria um certo amigo: ¨
Ninguém marca jogador perna de pau! ¨

Frank
Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply