quinta-feira, setembro 08, 2005

Rodeio ao Contrario



Levantem os chapéus para os bois e homenageiem os filhotes da égua, pois valentes mesmo são esses bichos que precisam dividir conosco o planeta Terra.

Como um Chiquinho de Assis; queria eu falar a língua dos animais para tentar explicar para eles o porquê da fama dos Peões e como os rodeios são tão populares. Mas como explicar algo inexplicável?

Como explicar a platéia lotada com tanta gente sorrindo com o que é feito para atrair e entreter a audiência? Como será Chiquinho, que eu explico pros bichos o que é ignorância?

Será que não há por ai um Sindicato dos Bichos, que explique para quem vai num rodeio ou num circo, o que ocorre com os animais em nome do show, em nome do riso?

Não, nem o sindicato, nem eu, nem o Chiquinho conseguiria convencer essa gente o quanto os bichos são mal tratados; afinal o importante é a diversão e é melhor ignorar, fingir não saber o que ocorre nos bastidores, no outro lado.

“Bicho nem tem alma!” Dirão os mais espertos” O que me importa se ele leva choque; pula tanto porque esta sofrendo ou se foi torturado?”

Ah, se eu pudesse falar a língua dos anjos ou dos homens, só pra dizer para essa moçada:

“Amigo do rodeio, moçada que adora a farra, deixa eu te contar algo novo, deixa eu te falar porque cada rodeio é uma roubada: a mesma vida que anima o boi ou da força ao cavalo, é a mesma vida que corre em suas veias e no coração dos seus amados.

Arrume uma desculpa para a carne na mesa ou pra jaqueta de couro no guarda-roupa, mas me diga será que esses bichos não merecem um pouco mais de respeito de quem tem alma? Será que é justo tanto sofrimento à toa?

É o seu ingresso que paga o rodeio, é o seu dinheiro que machuca o animal. Quer dançar, se divertir e usar roupa de boiadeiro, vá para uma fazenda, um show country, mas vê se para de aplaudir esse show onde à violência é o prato principal.”


Frank
Ocorreu um erro neste gadget

AmazingCounters.com
Overtons Marine Supply